Pelo terceiro ano consecutivo, a Concessionária Ecovia, em parceria com a ADETUR e ABRASEL LITOPAR, promove o Festival Sabores do Litoral.
De 30 de maio a 30 de junho, as cidades de Antonina, Morretes, Paranaguá, Matinhos, Pontal do Paraná, Guaratuba, além da Ilha do Mel, vão oferecer o melhor da gastronomia litorânea a quem visitar a região.
Nas duas últimas edições, o evento gastronômico integrou as cidades do litoral paranaense e os cerca de 30 restaurantes participantes venderam mais de 3,5 mil pratos (alguns criados com exclusividade para o Festival).
Para o diretor superintendente da concessionária, Davi Terna, o crescimento do Festival é visível. “Tivemos aumento de 35% nas adesões de restaurantes em 2012 e certamente teremos outras este ano. Nossa intenção, desde o início, foi incluir o Festival no calendário permanente de eventos do litoral do Paraná”, garante.
Serviço:
Festival Sabores do Litoral – 30 de maio a 30 de junho, promovido pela Ecovia em parceria com a Agência de Desenvolvimento do Turismo Sustentável do Litoral do Paraná – ADETUR Litoral e Associação de Bares e Restaurantes – ABRASEL LITOPAR.
Restaurantes do litoral interessados em participar devem se inscrever de 20 a 31 deste mês pelo e-mail saboresdolitoral2013@gmail.com.


08/02/2013
Arquivo Historico de Antonina-PR

A história da ocupação do litoral paranaense, as relações entre Antonina, Paranaguá e Curitiba e os documentos referentes ao porto e às Indústrias Matarazzo. Esses são apenas alguns dos registros encontrados nos livros pertencentes ao Arquivo Público de Antonina. Para preservar esse material, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan-PR), em parceria com a prefeitura de Antonina, está restaurando o prédio da antiga Casa do Boi, que passará a abrigar o Arquivo Público da cidade.
A obra, viabilizada através de recursos do PAC Cidades Históricas, foi iniciada em novembro de 2012 e tem previsão de entrega para o primeiro semestre de 2013. O valor investido é de R$ 454 mil. O projeto arquitetônico foi desenvolvido de acordo com os critérios usuais de intervenção em cidades históricas utilizados pelos órgãos de proteção ao patrimônio cultural.


Daniel Castellano/Agência de Notícias Gazeta do Povo
Daniel Castellano/Agência de Notícias Gazeta do Povo / A escola A escola "Brinca pra Não Chorar" trouxe o enredo "Quando se fala em carnaval"
LITORAL

Escolas de samba animam domingo de carnaval em Antonina

O desfile das seis escolas de samba começou às 21 horas e durou até a madrugada, com público estimado pela organização de aproximadamente 50 mil pessoas

oratoCuritiba ganha uma nova revista mensal de cultura, pra marcar a arte genuinamente curitibana  e ajudar a roer as tribos de Geena que insistem em expor sua mediocridade acima da criatividade. O Rato quer fazer saber que Curitiba não é só Paulo Leminsky ou Dalto Trevisan, mas também Cláudio Kambé, Tiziu, Confraria da Costa, Namorada Belga, Murillo da Rós e há ainda muito mais que vampiros e polaquinhos tomando sangue de boi e outros drinks gelados.
O diretor Rafael Camargo (à esquerda) e o ator e bailarino André Néri
que interpretou Cristo pelo terceiro ano consecutivo 
_____________________________
(Texto: Erly Ricci. Fotos: Erly e Flávia Kalline)
_______________________
A oitava edição da 'Paixão de Cristo Segundo Antonina', espetáculo religioso escrito e dirigido por Rafael Camargo, levou uma multidão às ruas do centro histórico. A encenação,teve a participação de 20 atores profissionais, com destaque para o ator e bailarino André Néri, que interpretou Cristo pela terceira vez consecutiva, e cerca de 300 figurantes da comunidade. 

Partindo da Estação Ferroviária, e seguindo em procissão até a Igreja São Benedito ao toque pausado dos tambores, a encenação percorreu um trajeto de mais ou menos um quilômetro, passando pela Rua Carlos Gomes da Costa, pelo Centro Histórico, pela Feira-Mar, até chegar à Igreja Matriz. Foram duas horas e meia de muita emoção, com a participação da Filarmônica Antoninense. 

O evento já entrou no calendário turístico da cidade. Nesta época do ano, muitos turistas chegam à cidade para prestigiar o trabalho realizado pelo grupo na Sexta-Feira Santa. 


No último final de semana, a cidade de Antonina viveu a pior tragédia da sua história. A última grande enchente que se tem notícia aconteceu em 1979, e não chegou nem 10% da proporção do desastre natural da última sexta-feira. Uma forte chuva iniciada pontualmente à primeira hora da tarde de sexta-feira, 10, e com cinco horas de duração, anunciava, junto com o histórico de chuvas das últimas semanas, um desastre eminente: enchentes no centro da cidade, na Pita e no Jardim Maria Luiza; desabamentos na Laranjeiras, Caixa D'água, e na Graciosa de Cima, deixaram um rastro de lama por toda a cidade e duas mortes por soterramento.
As fotos abaixo, datadas mas fora de ordem cronológica, mostram o tamanho da tragédia. Algumas foram feitas antes de acontecer, junto com a Defesa Civil, e mostra, por exemplo, casas do Bairo Laranjeiras que não existem mais.

Sobrou muita lama









Laranjairas depois dos desabamentos...
... e algumas horas antes
Avenida Conde Matarazzo
Enchentes no Maria Luiza




Laranjeiras

A operação do Corpo de Bombeiros...
... no resgate de uma vítima
Alagameno na rua Coronel Marçalo...

... e Dr. Bruno


Casas da Laranjeiras que não existem mais




O primeiro desabamento, na rua Nenê Chaminé
Início do desabamento na Caixa D'Água
enchentes um dia antes da tragédia
Na Avenida Thiago Peixoto
Na Mestre Adriano

Exposição mostra a riqueza da argila antoninense



Mais de cem pessoas compareceram no coquitel de abertura da exposição de cerâmica "Cores da Terra, da ceramista Silzi Mossato, que está sendo realizada no Theatro Municipal até o final deste mês. A exposição mostra objetos cerâmicos (máscaras, luninárias e vasos para bromélias) feitos com argilas de Antonina e tem como objetivo, além de mostrar os trabalhos artísticos e artesanais da ceramista, expor a grande riqueza do solo antoninense. São argilas de várias cores e níveis de plasticidade e, segundo Silzi Mossato, uma das melhores do Brasil, pois "permite fazer trabalhos de cerâmica vitrificada com uma única queima", propriedade que nem a argila mais comercializada no país tem, diz.

A cereamista Silzi Mossato (ao centro) com o secretário de Cultura, Robison Marciniaki e esposa


O trio de chorinho e bossa composto por Saul Gonçalves (violão), Luiz Fernando da Silveira Bueno (cavaquinho) e Juan Luiz Gaspar (pandeiro) abrilhantou o coquitel de abertura

Em Antonina se consegue argila de várias cores e tonalidades, como a argila vermelha, para panelas e vasos mais rústicos, a argila preta, a cinza, a amarela e a branca. Esta última com uma enorme quantidade de caulim, que é o material usado para cerâmica fina e porcelana. A exposição, promovida pela Secretaria de Cultura do município em parceria com ONG Organização de Cultura e Cidadania de Sol a Sol (OSS), mostra trabalhos feitos com algumas dessas argilas e pode ser vista de segunda a sábado, horário comercial, no saguão
do Theatro Municipal.









Dia 05/03 Quinta
Exposição de Perfumes e Oficina de ArtesanatoNo Theatro Municipal
Das 8:00 às 17:00 h.

De 05 à 11/03
Ensaio Fotográfico Estúdio Le MondeInscrições: 1 kg de alimento não Perecível
Theatro Municipal

Das 8:00 às 20:00 h
Dia 07/03 SÁBADO (20:00 h)
Abertura da Exposição de Cerâmica RústicaDo Ceramista Edson da Silva
Theatro Municipal

Dia 07/03 SÁBADO (20:00 h)
Amigos da CariocaPraça da Carioca
SAMBA E MPB

Dia 07/03 SÁBADO (20:30 h)
“ Mulheres em Cena ”
Uma Comédia Ilariante Sobre as Fases da Vida da Mulher.

Theatro Municipal
Programação: Sesc e Secretária da Cultura

Dia 07/03 SÁBADO (21:30 h)
Seresta Canto do MarSaída da Praça Carioca

Dia 13/03 SEXTA (19:30 h)
Show GospelDo Programa Manhã Gospel
Theatro Municipal
Show de Auditório

Dia 14/03 SÁBADO (15:00 h)
Aula Inaugural do Curso de BalletBallet Copélia
Theatro Municipal
Entrada Livre

Dia 14/03 SÁBADO (20:00 h)
Amigos da CariocaPraça da Carioca

Dia 14/03 SÁBADO (21:00 h)
Abertura da Exposição “Cores da Terra”
Da ceramista Silzi Mossato
Theatro Municipal

Dia 21/03 SÁBADO (20:00 h)
Quarteto de Cordas da UFPRTheatro Municipal

Dia 21/03 SÁBADO (20:00 h)
Amigos da CariocaPraça da Carioca

Dia 21 e 22 SÁBADO E DOMINGO
Curso de Teatro de Sombrasdas 09:00h às 12:00 h e das 14:00 h às 17:00 h
Inscrição gratuíta
Theatro Municipal

Dia 27 SEXTA (20:00 h)
Espetáculo de Mágica Maluca para Gente GrandeCom Juan e Phibau
Theatro Municipal

Dia 28/03 SÁBADO (21:00 h)
Retreta da Filarmônica Antoninense
Theatro Municipal
-------------------------------------------------------------------

Comente